Está se findando a era de câmeras robustas para filmagens panorâmicas

câmera panorâmica inteligente smart câmera cameras filmagem filme videomaker equipamento de filmagem como ser youtuberAs primeira câmeras desenvolvidas para filmagem panorâmica, estão começando a desaparecer do mercado para consumidores.
Como todo o bom cinegrafista, provavelmente sabe, câmeras panorâmicas que foram lançadas à cerca de dois anos atrás possuem uma melhoria incomparável quanto a equipamentos de filmagem anteriores a essa modernidade. Mas, para saber quem ficará no lugar desses aparelhos, clique para descobrir prosseguindo a leitura.

Trouxemos a você a notícia final sobre a Panono, a chamada bola-câmera, lançada a um pouco mais de dois anos anteriores a 2017, quando pesquisadores da Universidade Técnica de Berlim, liderados por Jonas Pfeil, mostraram ao mundo em vídeo pela primeira vez sua criação, sob uma apresentação de filmagem panorâmica. A bola-câmera tinha 32 módulos de lentes de câmeras com dois megapixels cada, ordenadas em um desenho esférico que tiraria e juntaria simultaneamente uma foto panorâmica em 360 graus totais e assim que os sensores identificassem quando a câmera circular atingisse o seu ponto mais alto ao ser jogada para cima.

Era um uso bem inteligente das tecnologias existentes para poder automatizar a criação de fotos panorâmicas, e depois de exibirem sua câmera no formato de bola na Siggraph Asia 2011 alguns meses depois, havia acontecido um falatório o bastante ao redor do produto para que seus criadores desenvolvessem uma opção viável para consumidores, não comericantes.

Dois anos depois, em novembro de 2016, o muitos tiveram a chance de testar versões redesenhadas da câmera no formato de bola, já então chamada de Panono, que estava sendo disponibilizada para os consumidores finais por meio de uma campanha de financiamento coletivo no Indiegogo, que buscava levantar cerca de US$ 900 mil para viabilizar a produção em massa da câmera circular de filmagem panorâmica. A câmera Panono foi redesenhada e tornou-se fácil tirar fotos 360 graus monstruosas de 72 megapixels que eram baixadas automaticamente em um aplicativo para celulares, mas US$ 600 por uma unidade na pré-venda parecia um valor exorbitante para uma câmera com funcionalidades muito específicas.

Apesar do preço pouco alto, a campanha da Panono no site de crowfording Indiegogo conseguiu alcançar com sucesso a taxa de US$ 1,25 milhão e em 2016, cinco anos depois do produto entrar no nosso radar, as primeiras unidades começaram a ser enviadas para os primeiros investidores e para os analistas. Mas em 2017, as fotos panorâmicas em 360 graus já eram muito mais fáceis de tirar utilizando aplicativos para smartphones, ou com dispositivos mais simples e baratos, tal como as câmeras Theta da Ricoh. Ainda que fosse bem mais fácil de usar, obter bons resultados com a Panono exigiam estar nas condições de luz adequadas e técnicas obtidas com a prática sequeêncial, além de ser preciso enviar as imagens para os servidores da companhia para elas serem adequadamente reunidas era um pesadelo para o pacote de dados, caso você não estivesse conectado em uma rede Wi-Fi forte o sufienciente para suprir a necessidade de importar as fotografias e filmes.

A versão final para consumidores da Panono simplesmente não era tão polida quanto deveria ser para poder justificar o preço de US$ 600 – ou sua existência em 2016 – e mesmo com o sucesso da campanha de financiamento coletivo online, apenas cerca de 400 câmeras para filmagem panorâmicas foram enviadas aos investidores, de acordo com o pessoal do DPReview. Em maio, a empresa pediu oficialmente a falência, e em uma carta enviada recentemente aos apoiadores do Indiegogo, noticiada pelo DPReview, o co-fundador da empresa, Jonas Pfeil, confirmou que a venda dos bens da companhia estava quase finalizada, até então.
A melhor solução até onde sabemos, não sendo substituir por aplicativos de smartphones, pois como sabemos celulares dispõe de no máximo 2 câmeras por padrão, não sendo possível utilizar mais do que uma câmera para cada filmagem, e não simultaneamente como como uma câmera panorâmica. Nesse caso, realmente recomendamos a aquisição de modelos similares caso câmeras tão boas quanto essa fiquem fora de mercado.

Jonathan Silva

Share Button

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


7 + = nove

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>