Como tirar as Melhores Fotografias Parte – 1: Introdução

como tirar as melhores fotosA tag “Como tirar as melhores fotografias” que estará presente nos títulos de nossas postagens entre os próximos meses serão na verdade novas postagens sobre como tirar o melhor proveito de foco de câmera em objetos e pessoas, e também utilizar técnicas de como tirar boas fotos e gravações como o contraplongê, angulo plano, angulo oblíquo, usar a dupla inclinação e plongê por exemplo. Nesta postagem vamos te passar a introdução do que iremos falar em filmagem e fotografias.

 

Boa leitura.

 

Introdução

 

Que importância têm a teoria fotográfica? aprender a fotografar é qualquer coisa que podemos aprender a escrever. Em primeiro lugar é preciso juntar as letras que constituem palavras e depois aprender a soletrar e a organizar a nossa escrita. Mas não se pode chamar de escritor aquele que não têm a ideia do que possa exprimir com palavras. Da mesma maneira a teoria é para o fotografo em meio de alcançar um bom visual para suas fotografias e filmagens, valido na medida que oferecer um melhor controle uma confiar melhor para alcançar o que ele deseja transmitir através da imagem.
A teoria existe, portanto para apoiar a prática. Isto significa que até os fotógrafos mais experientes precisam de compreender a ciência da fotografia e filmagem, pois pode ser limitado por incompetência técnica não é honesto consigo e com o cliente, que espera ser tratado efetivamente com respeito e uma boa fotografia.
A Fotografia e Desenho com a Luz, consiste essencialmente em uma combinação da técnica e observação visual, razão pela qual este trabalho visa transmitir os princípios e a técnica básica, e a compreensão do que acontece, procurando indicar os modos pelos quais o nosso conhecimento do processo fotográfico combinado com o que observamos durante a filmagem, pode conduzir resultados que satisfaçam as exigências visuais do fotografo. Obviamente não se pode oferecer o mesmo ensino fotográfico de forma mais ampla que nestes artigos, pois essa seção de artigos serve apenas como uma guia de consulta rápida, a experiência vem com a pratica. Se você é um(a) inciante no mundo da fotografia e no mundo de videomakers, seu aprendizado é considerado por sua força de vontade e empenho.
A fotografia é um meio ativo e criativo que vai desde o nível básico com uma câmera fotográfica automática o fotografo que oferece uma alta gama de possibilidades criativas.
A mistura de arte e técnica possibilitou uma certa dificuldade em recém chegados, nesta área de filmagens, onde há um leque de possibilidades de conteúdos de composição de cenas e imagens. Entretanto as confusões e controversas, essa mistura de filmagem e arte pendurou por pouco tempo graças a industria cinematográfica e a TV. godzillaNa atualidade quase todo mundo está de acordo que a fotografia é meio e a câmara de uma ferramenta e que a responsabilidade do equilíbrio entre arte e técnica é recaído exclusivamente na pessoa que a manipula. Da mesma forma podemos afirmar que uma pluma serve tanto para fazer negócios quanto para fazer gráficos para desenhar. A fotografia não é para outra coisa senão criar desenhos e formas com a luz.
Os meios visuais exigem de quem os utiliza saber registrar. O fotografo deve ter certos conhecimentos mínimos sobre o equipamento e os materiais se quiser tirar uma fotografia com qualidade. No começo dos ensinos sobre filmagem e fotografia, os aspectos técnicos resultavam imponentes e limitados. Era necessário montar a câmera em um suporte, fazer complicados cálculos de exposição e dominar um difícil e longo trajeto em laboratório. Inversamente, as câmeras atuais são mais fáceis de manejar, sendo sua grande maioria já automática.

 

galaxy android camera

A tal ponto de modernização que a maioria funciona requer uma atenção ao neutralizar o automatismo para conseguir resultados imaginativos ou com cenas especiais. Os equipamentos e filmes atuais permitem fotografar em quase qualquer situação, percebe-se que o mesmo interesse pelas imagens como pelos equipamentos empregados para produzi-las. A fotografia se transformou em um meio de comunicação importante, que aparece em livros, videos, seções de televisão, e propagandas. Sendo hoje o acesso a fotógrafos que sabem aproveitar das câmeras atuais interessantes ferramentas criativas.
Bastante parecida com a música, a fotografia é uma arte universal falando também com maior força e de modo mais direto que as palavras. Entretanto, para se obter o máximo de impacto na comunicação realizada através desse veículo, é preciso, em primeiro lugar, entender alguns dos seus princípios básicos. Além disso, uma avaliação tanto do potencial quanto das limitações da câmara, constitui uma etapa preliminar, essencial à exploração da arte e da técnica da fotografia.Talvez o fato de maior importância a ser reconhecido pelo fotógrafo seja o de sua câmara funcionar de maneira totalmente diversa da do olho humano. Até certo ponto, pode-se estabelecer um paralelo entre ambos, como veremos a seguir:

1 – a pálpebra corresponde ao obturador;

2 – a córnea e a lente do olho trabalham da mesma maneira, focalizando as imagens sobre a retina foto sensível;

3 – a íris controla a quantidade de luz que penetra no olho e ainda coopera com o cristalino para produzir uma imagem clara e bem definida, atuando exatamente como o diafragma de uma câmara;

4 – a retina assemelha-se ao filme fotográfico, pois contém substâncias químicas, e estas são modificadas pela luz de diferentes comprimentos de onda. Neste ponto porém, termina a nossa analogia.

As informações que são captadas por nossos olhos são encaminhadas para o nosso cérebro e nisso reside a diferença efetiva entre ambos: as fotografias são feitas pelos fotógrafos, não por suas câmeras.
Ao preparar-se para fazer uma foto, qualquer ser humano será influenciado por sons, odores, e ambientes, por seu próprio estado de espírito, sentimentos e experiencia, e todos esses elementos irão determinar a interpretação que seu cérebro fará da imagem vista nas cenas. Dessa maneira, a reação a informação fornecida pelo olho pode ser de muita diversidade quanto a reação a cena contida na imagem. Existem muitos fotógrafos
experientes que acabam se deixando levar por fatores externos.
Para profissionais das câmeras, o visor de uma câmera representa o mesmo que uma tela vazia para um pintor. Apesar de todos os elementos nele enquadrados não dependem exclusivamente da boa vontade do fotografo, este se compararmos a um pintor de telas, na maioria dos casos é obrigado para encontrar suas cenas e não simplesmente as criar, dessa forma pode apenas registrar aquilo que vê. Já o pintor, pode efetuar ajustes e alterações concretas em elementos de uma obra.
Portanto a essência de boa fotografia consiste no que é visto pelo fotografo e em sua capacidade para registra-lo.
Nesta introdução, nós desejamos ajudar o fotografo a disciplinar sua visão, ensinando-o a aproximá-la mais daquela cena obtida através de uma objetiva de câmera.

 

Jonathan Silva

Share Button

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


8 × sete =

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>